quarta-feira, agosto 29, 2007

Sem Confortos


Ao vir para o Canadá perdemos um dos maiores confortos que tínhamos no Brasil... as empregadas domésticas. Sei que muita gente tem não empregada doméstica e pode pensar: "Mas que bobagem!". Bobagem nada, nós tínhamos duas empregadas, uma que cuidava da casa e outra do Dudu, e eu simplesmente ADORO esse tipo de conforto! Sem dúvida elas nos fazem uma falta enorme.

Para piorar ainda mais o cenário de não tê-las, você pode pensar: "Ué? Come em restaurante então!". Ir para restaurantes não nos anima, pois simplesmente não gostamos da comida daqui. Por que? Porque é composta basicamente de sanduiches, bobagem doce e uma comida cheeeia de pimenta do reino, eu disse cheia ao ponto de ver pontinhos pretos nela. Outro problema é que não dá para dar esse tipo de comida para o Dudu. Por fim temos que preparar a comida dele e acabamos fazendo a nossa. Só de lembrar dos nossos lugares preferidos em Brasília minha boca enche d'agua: Valentina, Chez Michou, churrascarias em geral...

No Canadá, assim como nos Estados Unidos e acredito que na Europa, não é muito comum se ter empregada por ser uma mão-de-obra como qualquer outra muito cara. E as faxineiras que sabemos trabalham em moldes totalmente diferentes dos nossos no Brasil, onde pelo que já vi, prezamos muito mais a limpeza. Mas muito em breve usaremos os serviços de uma.

Aqui é possível comprar todos os eletrodomésticos do mundo e aparatos para a cozinha baratinho. Mas nenhum funciona sem a nossa interferência. Já até sonhei acordando e a mesa do café da manhã está posta, cheia de variedades ;-) Na minha opinião não tem preço colocar uma roupa no cesto de roupas suja e ela milagrosamente aparecer no seu guarda-roupa, limpa e passada.

Com relação a limpeza, pano de chão aqui nem pensar. Primeiro para quem não sabe as casas não tem área serviço com tanque. Sim, não existe o nosso velho tanque de guerra. Outra coisa é que de qualquer forma não iríamos querer lavar um pano de chão. Felizmente para resolver esse problema existe, não sei se no Brasil também tem, uma coisa que parece uma vassoura mas na ponta é uma papel toalha descartável e que despeja desinfetante que é quase santa, chama Swiffer (http://www.swiffer.ca/swiffer/en_CA/home.do). E outros tantos produtos de limpeza com igual praticidade.

Um outro aspecto que saimos perdendo vindo para cá diz respeito a babá, mas sobre isso prefiro fazer uma outra publicação porque é um tema bem mais complexo.

É isso, mas estamos tentando nos adaptar.

Bye.

5 comentários:

Anônimo disse...

Oi amiga ,realmente é o dinheiro mais bem pago o de uma empregada,sempre fui defensora dessa categoria ,que tem muito mais obrigação do que direitos,sem dúvidas é um conforto insubstituível,apesar de todas as dificuldades de encontrarmos alguma realmente boa,sílvia fico pensando como voc~es estão se virando ,logo vocês que tinham duas,ainda bem que Lú com certeza ,organizado como é não só ajuda ,mas faz realmente,quando nós formos visitá-los farei seu pãozinho para matar um pouco as saudades,beijos em Duduzinho e fiquem com Deus amiga.SAUDAAAAAAADES!!!! JULIANA SOBRAL

Anônimo disse...

Imagino mesmo...saudades da Vanda e da Teresinha, n�???
Quando tiver por a� juro que um dia voc� vai acordar e a mesa do caf� vai estar posta! ;-)
Beijossssssssssssssss
Fl�via

Camila disse...

E por falar nelas...por onde andam Vanda e Terezinha?!?! Quero as duas pra mim!!!{:-)))
Beijocas,
Camila.

Lu disse...

Imagino o quanto deve ser dificil, ainda mais agora trabalhando, sei o que é isso.Nossa se pudesse iria te ajudar minha linda, seria um prazer.

Jules disse...

Oi Patty, e tao engracado pensar nessas coisas que voce mencionou. Uma das minhas melhores amigas, a Swifter, que adoro tanto, descobri a uns anos atraz. Ate a mae usou quando foi me visitar na Florida, nao tem melhor pra limpar a area da cozinha e os pisos do banheiro. Boa sorte com as novas descobertas!!! Beijos, Juba